deslocamentos



Add to FaceBookAdd to Twitter

Ao deslocar-se, o homem experimenta o tempo, trabalha contra e a favor da inércia.
Aquele que se desloca, se alerta estiver, observa o cenário que muda ao seu redor.
De um lugar vai-se ao outro, de um ato nasce o próximo, do caminho reto surge uma bifurcação.
O cenário que àquele recebe, se espaço for, preenche-se, transforma-se.
Emaranhados, patas, fezes, mijos, flores, matos, lixo, pombos, árvores, crianças, velhas, bundas, carros, loucos.
Passa por mim um vulto laranja, veloz como os anos que lembrei num sonho.
Mas pouco importa, ocupo-me com a calçada úmida da Avenida Nove de Julho.

One thought on “deslocamentos

  1. Pingback: olha pra dentro «

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s