Submerso

Quero ver a copa das árvores, quero tocar o que há na margem, quero sentir a terra úmida… mas tenho medo de emergir.

Se os olhos dividem o ar com a água, a visão é turva.

Escolho a água.

A compreensão do que há lá em cima virá com o entendimento do que há aqui embaixo.

Mergulho.

Mais fundo.

Serei eu, o senhor das profundezas, e reinarei sozinho sobre meus irmãos peixes.

Um tronco caído será meu trono, de nada mais preciso.

Mas descubro não estar só. Ali, sentada neste mesmo trono, eu a vejo, dividida.

Do lado de cá, um par de belas pernas a dançar sob a luz.

Do lado de lá, uma silhueta.

Quem é essa que ocupa o lugar que julgava ser somente meu? O que quer?

Compreendo… o mundo de cá não bastará, é preciso emergir.

Adeus, meu reino.

Há outros a serem conquistados.

One thought on “Submerso

  1. Anabelle

    Vi, isso eh no Caribe, ne? hehe. Assim chamamos a chacara do S. Antonio. Ja acampei demais la! Essas fotos tb. vao pro projeto sobre sonhos? zoubi😛

    Reply

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s